Bispo argentino proíbe a difusão das mensagens de Nossa Senhora do Rosário de San Nicolás

 

BUENOS AIRES, 16 Mar. 17 / 05:00 am (do site ACI).

 

The_Sanctuary_of_Our_Lady_of_the_Rosary_of_San_Nicolas_Credit_Thialfi_via_Wikimedia_Public_Domain

O Bispo de San Nicolás de los Arroyos, na Argentina, Dom Hugo Santiago, determinou “pôr um fim, de maneira definitiva, a difusão das mensagens da Sra. Gladys Motta referidas à Virgem Maria” em sua devoção de Maria do Rosário de San Nicolás.

MonsSantiago_Screenshot_VirgenRosarioSanNicolas_FacebookSantuarioMRSN_140317

Em uma mensagem dirigida aos fiéis da Diocese, Dom Santiago informou, após consultar Roma acerca desta possibilidade, que “o Vaticano respondeu afirmativamente que isto era algo mais conveniente para a fé mariana”.

“Para que o acontecimento mariano de San Nicolás continue sendo digno de fé, é conveniente pôr fim à difusão das mensagens que seguirei recebendo e guardando nos arquivos da Diocese”, precisou o Prelado.

A história é de 1983, quando alguns rosários nas casas da cidade bonaerense de San Nicolás de los Arroyos se iluminaram, sem nenhuma explicação.

Ao ver este acontecimento, uma mãe chamada Gladys Quiroga de Motta começou a rezar à Virgem Maria, que apareceu para ela mais de uma vez, a partir do dia 25 de setembro de 1983.

A Virgem ordenou a construção de um templo no local das aparições. Além disso, de acordo com o vidente, começou a dar uma série de mensagens de chamado à oração, à conversão e à consagração.

Em seu vídeo, Dom Santiago explicou que o então Bispo de San Nicolás, Dom Domingo Salvador Castagna, fez um discernimento sobre as mensagens da Virgem Maria e, depois de consultar o Papa São João Paulo II, os considerou “digno de fé”.

“Por isso que decidiu a construção de um santuário dedicado a Nossa Senhora do Rosário de San Nicolás”, explicou Dom Santiago.

Entretanto, depois de consultar teólogos e psicólogos, em 1990, Dom Castagna decidiu “pôr fim à difusão das mensagens de Gladys Motta relacionada à Virgem, por considerá-las suficientes e para evitar que tais mensagens se desvirtuem”.

“Ou seja, que a senhora Gladys apresentou como mensagens da Virgem o que na verdade eram as suas próprias reflexões”, precisou o Prelado.

“Advertiram ao bispo que isto poderia acontecer com o passar do tempo, então o que havia sido digno de fé no princípio, poderia não ser com o passar do tempo”.

Além disso, os teólogos aconselharam Dom Castagna, “dizendo que a revelação privada, as mensagens de Gladys neste caso, deveriam estar a serviço da revelação sobrenatural dada através da Sagrada Escritura, da tradição e do Magistério, que não poderiam substituí-la nem prejudicá-la”.

“Deste modo, a partir de 1990 havia que colocar a atenção não nas mensagens, que é o acontecimento originário, mas no santuário como Casa de Deus, onde é venerada a imagem de Nossa Senhora de San Nicolás, e na conversão dos peregrinos que ao chegar ao santuário sentiam a vontade de se confessar, de celebrar o sacramento da Reconciliação como uma graça da Virgem. Isto é o que é chamamos de acontecimento originado”, disse Dom Santiago.

Em conclusão, continuou o atual Bispo de San Nicolás, “o que consultei a Roma foi tornar definitiva a decisão de Dom Salvador Castagna em 1990”.

Isto é, “deixar de publicar as mensagens para que o acontecimento mariano de San Nicolás continue sendo digno de fé e nos leve a seguir a Cristo através do Ano litúrgico, o qual nos apresenta toda a vida de Cristo e de Maria. E é o lugar que a Igreja nos propõe para crescer na fé católica”.

O bispo esclareceu que continuará “recebendo e guardando nos arquivos da diocese, escritos pela senhora Gladys, a fim de que no futuro, quando nem nós nem a senhora Gladys estaremos nesta terra, possam ser analisados pela Igreja, porque a Igreja não canoniza ninguém em vida”.

Hino da Virgem de San Nicolas

Algumas das mensagens de Nossa Senhora de San Nicolas:
nossa_senhora_san_nicolas_mensagem
DIFUNDIR  A   MENSAGEM

A Virgem nos convida a difundir,  amplamente, a mensagem.

“Não descanseis em vosso caminho; deveis pregar noite e dia.” 

“Pela graça de Deus, minhas palavras percorrem o mundo.  Pela graça de Deus, podeis receber minhas bençãos”.

do site

A mensagem de San Nicolas não é uma obra literária ou teológica. São palavras de vida, palavras de Mãe.

“Não se pode viver sem rezar diariamente ao nosso Pai do Céu, nem tampouco se pode viver com ódios e rancores. Pedi ao Senhor tudo quanto necessitais; Ele ouve aos que lhe pedem com fé. Lede São Tiago 1, 2-12.” (21-12-83, PM 56).

“A humanidade toda está contaminada, não sabe o que quer, e esta é uma oportunidade para o maligno; entretanto, não sairá vencedor; Cristo ganhará a grande batalha, minha filha, não vos deixeis surpreender, deveis estar alertas” (27-12-83, nº 1).

“Neste momento a humanidade toda está pendente de um fio; se este fio se rompe, muitos ficarão sem a salvação. Por isso, apelo para vossa reflexão: apressai-vos, porque o tempo é curto; não haverá lugar para os atrasados” (8-1-84, nº 5).

“Rezai o Santo Rosário para que o Senhor veja que com ele vai, também, vossa conversão. O Sagrado Coração de Jesus vos dará abundantes bênçãos” (18-1-84, nº 25).

“Olhai para o sol nascente e vereis nascer um novo dia. Que haja em vós fé e esperança. E que, em cada manhá cresça em vós o desejo de ser verdadeiros filhos de Deus. Não permitais que Ele afaste de vós o Seu rosto. Confiai nele. Lede Isaias 6,9 e 65, 17-19”. (25-1-84, nº 30).

“O Senhor está revelando, por meio das mensagens e das Sagradas Escrituras, o que espera dos homens. Não lhe fecheis as portas, entregai-vos a Jesus como Ele se entregou por vós. Dá a conhecer o que te dou. Aquele que queira acreditar, que acredite; o que queira ouvir que ouça. Amém. Lede 2 Samuel 23, 2-7”. (27-1-84, nº 32).

“Em todos os lugares do mundo onde foram transmitidas minhas mensagens, parece que a pregação foi no deserto, não houve a resposta que Deus quer. Por isso o teu povo foi escolhido. Prega, para que os teus irmãos respondam ao chamado do Senhor, nosso Deus. Amém”. (18-2-84, nº 55).

“Peço-vos que rezem, porque rezando estarão perto de Deus. Deixai que Ele penetre em vossa vida e sereis salvos para sempre. Amém. (21-3-84, nº 89)

“Meus filhos, muitas vezes vos sentireis ameaçados: não temais; não passará disso; são somente ameaças. Vossa Mãe vos diz: jamais hesiteis nas coisas de Deus” (23-7-84, nº 220).

“Sois continuamente atacados pelo maligno, mas o repelireis; assim perderá sua força e se consumirá. Sede prudentes, e ele não vos derribará. No Senhor encontrareis a força” (10-10-84, nº 321).

“Esta cidade cresceu na fé, mas deve crer mais ainda, deve ser um modelo de cristandade”. (13-10-84, nº 325).

Vejo um rio, que é nosso rio, e uma canoa que parece uma arca. A Virgem me diz: “Eu sou a Âncora. Lancei amarras aquí. Eu sou a Arca que quer levar os filhos ao Senhor” (14-10-84, nº 327).

“Minha Casa será vossa Casa, o lugar de paz que todo cristão necessita. Será como um remanso de águas tranqüilas, onde vos podereis saciar do amor de Deus. Amém. Amém”. (27-12-84, nº 425).

“As rebeldias que vejo no mundo são atrozes, minha filha; sinto verdadeira compaixão por todos os que estão separados de Deus. São órfãos de amor porque o repelem: seus pecados aumentam dia a dia, continuam procurando-os e cometendo-os” (17-1-85, nº 445).

“Meus queridos, estais vivendo vossa vida terrena com uma grande paz no coração. Eu lhes garanto que não voltareis atrás, porque Cristo está em vós. Filhos, continuai semeando. Glória a Deus”. (26-1-85, nº 456).

“Bendito o momento em que o Senhor escolheu este povo, e bendito porque o escolheu para que eu tenha minha Casa grande, que será de paz e sossego, lugar onde acolherei a milhares de filhos que virão em busca de amor. Assistirei aos enfermos, aos decaídos, a todo filho da grande familia de Deus, porque minha missão é cuidar do rebanho do Senhor. Glória a Deus! (2-2-85, nº 463).

“Filha: há, no teu povo, uma comovedora resposta ao Senhor; vejo um sincero arrependimento em muitos pecadores. A bondade de Deus se manifestará nesses corações e demonstrará que, a seu lado, não há sofrimento. Vejo que meus filhos são sensíveis, que vão rezar com devoção” (19-3-85, nº 503).

“Somente um coração mesquinho pode duvidar da presença de Deus neste lugar, somente uma alma empobrecida deixará de entender que a Arca está aquí, com espaço suficiente para os que quiserem entrar. O Senhor me reteve aquí, para que, desde aquí, chame a meus filhos e os receba. Amém. Amém”. (17-4-85, nº 531).

“Há paixões loucas por toda parte, meus filhos, porque a cegueira se apoderou de muita gente. O pecado é desmedido; o demônio quer possuir um total domínio sobre a terra, quer destruir. Mas Deus não quer vencidos, senão vencedores: vencei definitivamente a maldade que vos rodeia. Em Deus está a vitória. Lede Apocalipse 21, 6-8”. (2-6-85, nº 575).

“Que valor tem, para Deus, a oração! Não o podeis imaginar, meus filhos, por isso vos peço tanta oração! Rezai o Santo Rosário meditado. Eu garanto que vossas orações se elevarão como verdadeiro canto de amor ao Senhor. Glória ao Senhor.” (13-6-85, nº 585).

“O demônio age fortemente, não vos assusteis. Ataca sem pena, envolvendo tudo o que pode alcançar. Orai, pois a oração fortalece, sois chamados por Jesus Cristo para orar” (11-9-85, nº 666)

“Tua cidade é a cidade de Maria e será, para sempre, um lugar de encontro com Jesus e sua Mãe. Ninguém se interponha no meu caminho; aquele que quiser seguir ao Senhor, que me siga. Amém. Amém. (26-9-85, nº 682).

“A juventude está em permanente desequilíbrio e em perigo de completo desmoronamento. A maioria não constrói com base na verdade, porque não conhece a justiça, não ama a Deus. Os jovens de todo o mundo devem saber que Deus não impõe nada: Ele deseja estar com os homens. Há um ‘amanhecer’ que espera, uma porta por onde passarão os convidados do meu Pai, os eleitos do meu Pai” (14-12-85, nº 753) (Jesus)

“Minha filha, eu te disse uma vez que aquí renasceria a fé em Jesus e Maria. Daqui, convido o mundo a buscar a fonte vivificadora, a fonte de paz e de graças”.
Quero curar os meus filhos dessa enfermidade que é o materialismo do qual muitos padecem. Quero ajudá-los a descobrir a Cristo, a amar a Cristo e dizer-lhes que Cristo prevalece sobre todas as coisas.” (26-1-86, nº 788).

“Este país se mantém ainda íntegro, comparado com outros países que estão corruptos, quase desfeitos espiritualmente. Nestes lugares, a mente da maioria das pessoas está dominada pelo malvado; aquí, sucede o contrário; é que a obra de Deus está produzindo frutos. Neste país, meus filhos se estão entregando a Deus e o mal não entra nunca onde Deus está”. (14-2-86, nº 801).

“Minha filha, que os teus irmãos saiban que as novenas que fazem alcançam conversões. As orações produzem frutos. Estes seriam muito mais abundantes se eles amassem verdadeiramente o Coração do meu Filho. Dar-se a Deus é amá-lo pura e exclusivamente. Amém. (18-4-86, nº 857).

“Repetidas vezes me dão golpes ao coração. E os sinto cada vez que Cristo Jesus é ofendido. O inimigo me está desafiando, sem pena; está tentando abertamente os meus filhos. É um combate entre a luz e as trevas; uma constante perseguição à minha querida Igreja” (22-5-86, nº 881).

“Filha minha predileta, tenho já três anos de vigílias contínuas, da uma estreita e real proximidade a todos os meus filhos. Recebe neste dia a bênção do Senhor. Com essa pedra fundamental, a Mãe de Cristo permanecerá para sempre ancorada aquí, junto aos seus queridos filhos, nesta bendita terra” (25-9-86, nº 976). (dia da colocação da pedra fundamental).

Gladys rezou pelo Papa. A Virgem assim o descreve, com seu amor de Mãe:

“Filha, ele é um filho pequeno que foi crescendo, e continua a fazê-lo, no Coração de Maria. Seu corpo frágil se robustece com a força do meu amor. Seu espírito, totalmente sadio, íntegro e puro, está entregue ao Senhor. João Paulo, humilde servo, tem o coração cheio de amor por todos e para todos. Leva em seus ombros a grande responsabilidade da Igreja e dos homens em geral; ele a apresenta diante de Cristo e a deixa em suas mãos. O mundo necesssita paz, o mundo necessita amor; Cristo o dá, Cristo o oferece. Amém”. (28-10-86, nº 1006).

“Oh! Meus pobres filhos! Poucos sois os que vos aprofundais em Cristo e muitos os que estais destruídos pelo pecado. Na realidade, este tempo é um precioso tempo que não deve ser desperdiçado, mas, sim, aproveitado. O Redentor está oferecendo ao mundo a maneira de enfrentar a morte, que é satanás. Está oferecendo-lhe, como fez, na cruz, a sua Mãe, medianeira de todas as graças. Meus filhos, meu Coração quer que vossa alma perdure pelos séculos dos séculos”. (5-1-87, nº 1066).

“Minha filha: há, nesse momento, uma grande necessidade de oração; o Santo Rosário será escutado, neste dia, pelo Senhor como se fosse a minha voz. A oração é um pedido meu e está dirigido a todos os povos. A oração debe nascer de um coração bem disposto; deve, também, ser freqüente e feita com amor. Que não seja nunca deixada de lado, já que a Mãe quer que, por ela, os filhos cheguem a Deus. É a arma que utiliza e com a qual consegue vencer o inimigo”. (6-6-87, nº 1192).

“Minha filha, como Auxílio dos Cristãos, quero salvar os meus filhos, pedindo-lhes que se convertam e que, depois, se consagrem ao meu Coração de Mãe. Responderei à sua consagração com a minha proteção”. (21-8-87, nº 1242).

“Minha querida filha, ¡como a juventude está tristemente perdida! O vício das drogas e a vida facil foram o panorama aberto aos jovens pelo maligno. O pecado, cometido de diversas maneiras, faz com que se afastem cada vez mais de Deus. Para reencontrar-se com Ele devem voltar os olhos à Mãe de Deus. Somente escutarão a voz do Senhor se se introduzirem no coração da Mãe. Não me escondo de ninguém; Ninguém, pois, se esconda de mim”. (21-9-87, nº 1262).

“Começou um tempo novo. Nasceu uma nova Esperança. Aferrai-vos a este Esperança”. (14-10-87, nº 1277).

A 21 de março de 1988, Gladys recebe uma ampla visão da conversão do mundo:

“Vejo a terra dividida em duas partes: uma delas representa dois terços e a outra, um terço, no qual vejo a Santíssima Virgem. Está com o menino Jesus e do seu peito saem raios de luz, que se dirigem à parte que representa os dois terços da terra. Depois me diz”:

“Gladys, estás vendo o mundo semi-destruído. Estes raios de luz saem do meu Coração que quer salvar as almas. Meu Coração pode tudo, mas não pode nada se o coração não quer. Os meios de salvação são: a oração e a conversão”. (nº 1377).

“A vinda do Senhor é iminente, é, como diz a Escritura, ninguém sabe o dia nem a hora, mas acontecerá; e, certamente para essa hora, os cristãos devem estar preparados. Até as pedras o reconhecerão; é assim, minha filha, que esta Mãe quer dar a conhecer a Palavra de seu Filho”. (26-3-88, nº 1382).

“O Santuário, a casa da Mãe para os filhos. Lugar onde a Mãe congrega os filhos, para o encontro com o seu Filho, assim como onde o Filho se oferece na Santa Comunhão, por misericórdia do Pai. Jesus Eucaristia, profundíssima comunicação entre Deus e o homem; poderosíssimo Amor de Deus ao homem e pelo homem. No Santuário, onde Maria Mãe do Cristo espera os seus filhos, que herdeu desde a Cruz; é no Santuário que Maria atua sobre as almas, para o bem delas”. (27-4-88, nº 1400).

“Filha, reza por todos os jovens do mundo; têm necessidade da ajuda divina, já que pesa sobre eles uma ameaça mortal. A droga é, na verdade, um gravíssimo perigo para a juventude. Muitos jovens, neste momento, estão sendo escravos de satanás, da maneira mais cruel. Deus não quer nem escravos, nem seduzidos. Quer almas que tenham fé na vida que não se acaba, fé em Cristo Jesus Salvador das almas”
(14-6-88, nº 1441).

“Orai pela Santa Igreja. Meu coração está ferido porque a atacam freqüentemente. Dia a dia sua luz é obscurecida. Como Mãe da Igreja, sofro uma dor angustiante. Meus sofrimentos estão unidos aos do Papa, porque sua pena é minha pena. A intensíssima luz de Cristo ressurgirá, pois assim como no calvario, depois da Crucifixão e morte veio a Ressurreição, a Igreja também renascerá, pela força do amor. Amém”. (10-7-88, nº 1460)

“Reze, minha filha, por todas as crianças do mundo. Por aqueles a quem falta o pão, pelos que estão privados de amor, e sobretudo, da Palavra de Deus. Aquele que é compassivo com uma criança, é compassivo com Deus. O que dá amor a uma criança, o dá a Deus. O que da a conhecer a Palavra de Deus à uma criança é, verdadeiramente, filho de Deus” (7-8-88, nº 1481).

“Gladys, muitos estão sendo, hoje, seduzidos perigosamente pelo maligno. Eu digo a estes filhos: não veis que a escuridão está em vós? Não veis que vos está envolvendo? Não sejais vítimas de tão tremendo prejuízo; não vivais confundidos e temerosos; confiai-vos ao Coração de Jesus, já que, por meio Dele sereis salvos. Seja seu caminho o vosso caminho. Amém”, (22-8-88, nº 1495).

“…Meus filhos devem saber que os chamo à consagração, porque, sendo consagrados ao meu Coração, pertencem à Mãe e ao Filho. Minha luz suprirá toda escuridão e ajudará os meus filhos a transitar pelo caminho que o Senhor estabeleceu”. (13-10-88, nº 1534).

“O inimigo foi atacado; seu fim está próximo, e está usando a fraqueza humana, o orgulho, como último recurso. Mas eu o vencerei, e já comecei a vencê-lo. O mundo deve saber que a Mãe de Cristo triunfará sobre satanás, porque junto a Ela estarão os humildes de Seu Filho” (17-2-89, nº 1609).

“Meus filhos: nas grandes cidades do mundo se sente o ateísmo e a total indiferença a Deus. O maligno subiu como uma efervescência, cobrindo com sua maldade os espíritos fracos e dominando-os. O Senhor envia sua mensagem de alerta” (28-2-89, nº 1616).

“Meus amados filhos: eis que estou entre vós! Enquanto alguns habitam em sua propria desolação, outros habitarão na Casa da Mãe do Salvador. Aquí está o Templo para o povo de Deus; aquí se enraizará profundamente o amor a Cristo e a Maria. Minha casa será morada para os que se consideram filhos de Deus. Alegrai-vos, pois, daqui os abençoarei. Aleluia!”. (19-3-89, nº 1626). (dia em que se inaugura a primeira parte da construção do templo, e em que se transfere a imagem).

“Orai com amor cristão e vossa oração será atendida. Orai e estareis acompanhando o meu coração de Mãe”. (20-3-89, nº 1628).

“Minha filha, são os pobres que, em seu sofrimento, chegam ao meu Coração. Os tristes e desamparados, os marginalizados, todos eles afligem ao meu coração de Mãe. Na oração descobrireis a Mãe que permanece a espera de seus filhos. Orai e não vós aparteis de Deus”. (6-6-89, nº 1688)

“A droga é um grave perigo para os jovens, porque os leva a viver na mais completa imoralidade. O desconhecimento de Deus faz com que a alma mergulhe nas trevas. Ë por isso que cada vez devem ser mais numerosos os filhos que conheçam o Evangelho, que desejem ser salvos pelo Salvador, o Cristo Jesus. A salvação deve ser amplamente pregada; é necessário que assim seja” (17-9-89, nº 1709).

“Meus filhos, eu vos peço oração, porque uma alma que não ora vai baixando no amor de Deus. Não se pode pretender agradar a Deus, longe dele. Quero oração e conversão dos corações”. (23-9-89, nº 1714).

“Gladys, reza por todos os meus filhos extraviados; reza para que cada coração deixe entrar o amor do meu Filho. Reza para que cesse a rebeldia”. (3-10-89, nº 1725).

“Filha, o Templo é proteção de Deus para seus filhos; aí se vai para prestar culto ao Senhor e pedir pela saúde física e um espírito firme, cimentado na fé. O Templo é proteção de Deus para aqueles que vivem na terra e aspiram ao Céu”. (7-10-89, nº 1728).

“Outrora, o mundo foi salvo por meio da Arca de Noé; hoje, a Arca é a minha Mãe. Por intermédio dela se salvarão as almas, porque Ela as atrairá a Mim”. (30-12-89, nº 1778).

 

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado